Super Dicas e Truques

temos 5463 dicas 

para 409 jogos

amazon.com - PlayStation
Games

Shawn Layden, ex-CEO da PlayStation, tranquiliza sobre futuro da indústria de jogos

Shawn Layden acredita que a indústria está passando por um período de transformação

Shawn Layden - Foto: Reprodução / YouTube / PlayStation
Shawn Layden - Foto: Reprodução / YouTube / PlayStation

Redação Publicado em 11/03/2024, às 11h53

amazon.com - Compre em até 10x

As demissões recentes em grandes empresas de jogos alimentaram especulações sobre o futuro da indústria. No entanto, Shawn Layden, ex-presidente da Sony Interactive Entertainment, tranquiliza os jogadores e afirma que "estamos bem".

Em entrevista à VentureBeat, Layden, que agora atua como consultor da Tencent, desmistifica a ideia de que a indústria está à beira do colapso. Ele argumenta que as previsões de "fim do mundo" para os jogos já circulam há décadas e nunca se concretizaram.

Layden reconhece que as demissões podem continuar nos próximos meses, mas atribui-as a decisões errôneas do passado, como projetos de grande escala com orçamentos exorbitantes e bases de consumidores restritas. Ele questiona a lógica de demitir funcionários em empresas lucrativas e destaca a necessidade de adaptação às mudanças no mercado.

O ex-presidente da Sony também questiona o modelo de exclusividade em jogos, que pode estar perdendo apelo entre os consumidores. Ele defende a ampliação do público-alvo para mitigar riscos e maximizar os lucros, citando o sucesso de jogos como Helldivers 2. Layden reconhece que o modelo free-to-play é dominante na indústria e que as empresas precisam se adaptar a ele. Ele destaca a importância de aumentar a conversão de jogadores em consumidores pagantes para garantir o sucesso dos jogos.

Em resumo, Layden acredita que a indústria de jogos está passando por um período de transformação e adaptação às novas tecnologias, preferências de compra e modelos de negócios. As demissões, embora preocupantes, são vistas como ajustes necessários para garantir a sustentabilidade das empresas no longo prazo.